O que é API? Entenda como funciona e tire as suas dúvidas!

6 minutos para ler

Em um mundo em que as empresas se tornaram dependentes da tecnologia, entender o que é API é fundamental para otimizar o funcionamento dos sistemas usados no seu negócio. Você já utilizou essa solução? Um exemplo comum dessa ferramenta é o Google Maps, que é frequentemente empregado em sites que desejam ter acesso aos recursos de mapas, sem que seja necessário criar os seus próprios mapas, tendo em vista que basta integrar a interface à sua plataforma.

A adoção de APIs tem crescido nos últimos anos, o que se deve à praticidade que oferecem para que as organizações disponibilizem novos serviços. Com esse mecanismo, você pode oferecer mais comodidade aos seus clientes e aumentar a qualidade do atendimento. Quer saber mais? No post de hoje, vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o recurso. Confira!

Afinal, o que é uma API?

Oriunda da língua inglesa, a Application Programming Interface, que em português significa “Interface de Programação de Aplicativos”, a API consiste em uma interface que permite a comunicação entre dois sistemas distintos, agregando diversas funções em plataformas, como sites e aplicativos.

Geralmente, uma API é desenvolvida quando a empresa, dona do software, deseja que outras companhias criem serviços que estejam associados à sua atividade. Em termos técnicos, a ferramenta possibilita que diferentes aplicativos troquem informações sem que ocorra qualquer intervenção do usuário. Isso acontece graças à comunicação estabelecida entre diversos códigos, que definem como o objeto deve se comportar em uma interface.

Na atualidade, existem dois tipos de APIs: as públicas e as privadas. As APIs públicas são aquelas que estão abertas para serem utilizadas por qualquer desenvolvedor ou organização, como o Google Maps, Trello e Facebook. Já as APIs privadas são criadas para uso exclusivo de uma empresa, com a intenção de construir novos sistemas, integrar setores, entre outras utilidades.

Quais são as suas funções?

De modo simples, o objetivo de uma API é facilitar a vida dos desenvolvedores, bem como disponibilizar um padrão que serve de suporte para a criação de outras plataformas. Ao optar por usar essa ferramenta, os profissionais não precisam desenvolver códigos específicos para cada função que será executada pelo sistema em questão — condição que descomplica o processo de construção de novos aplicativos e softwares.

Outra função importante desse recurso diz respeito à segurança, pois a API também age no bloqueio de acessos e permissões aos dados centralizados no hardware e softwares que determinadas aplicações não estejam autorizadas a visualizar, o que evita a ocorrência de possíveis violações.

Como as empresas utilizam as APIs?

Embora sejam imperceptíveis, as APIs já fazem parte do nosso cotidiano, estando presentes em aplicativos populares. Entre eles, podemos citar o WhatsApp, que integra a lista de contatos registrada e salva no celular. O recurso também liga o Facebook ao Instagram, de maneira que uma foto publicada em uma rede também seja postada simultaneamente na outra.

A plataforma de Mark Zuckerberg ainda pode ser logada em outros sites, como aplicativos de transportes e demais negócios. Assim, a pessoa interessada em usar um serviço não precisa passar pelas etapas de criar um novo login e senha específicos.

Conforme já citamos, o Google Maps é uma das APIs mais utilizadas da atualidade. O dono de um hotel ou restaurante, por exemplo, pode aderir a essa ferramenta para que os seus clientes saibam quais são os melhores caminhos para chegar ao estabelecimento.

As empresas também costumam implementar as Interfaces de Programação de Aplicativos em sites de vendas on-line, garantindo que os consumidores possam utilizar serviços de banco e de cartão de crédito para pagar as suas compras, o que torna a experiência do seu público mais fluida e segura.

Quais são as vantagens de adotar essa ferramenta?

As APIs surgiram com o intuito de aumentar a eficiência dos aplicativos, tanto dos que já existem quanto daqueles que ainda serão desenvolvidos. Mas não é só isso, pois a solução também proporciona uma série de benefícios para o mundo dos negócios. Veja outras vantagens da ferramenta.

Aumenta a segurança na troca de informações

A forma como as APIs se integram às plataformas garante que as informações envolvidas nos dois dispositivos sejam trocadas com o máximo de segurança. Isso é possível porque o recurso cria um tipo de portão, em que somente dados específicos, que são definidos pela companhia que detém a aplicação, ficam à disposição do público que a utiliza.

Diante disso, as empresas reduzem os riscos de invasão e vazamento de dados pessoais que ficam armazenados nas plataformas de serviço, como nome completo, números de documento, cartão de crédito, endereço, localizações percorridas, entre outras informações consideradas sigilosas.

Possibilita a monetização por acesso

Por meio da tecnologia trazida pela API, você também pode monetizar o acesso do seu aplicativo. Nesse sentido, pode-se liberar o uso de algumas funcionalidades, enquanto outras serão acessadas somente mediante pagamento, o que contribui para atrair o seu público-alvo e estimulá-lo a aderir ao serviço completo. Os Softwares as a Service (SaaS) são um exemplo disso, pois muitos deles estabelecem um valor conforme o serviço liberado, como o Paypal, que oferece ferramentas específicas para as suas diferentes categorias de clientes.

Reduz o volume de dados

Partindo do princípio de que as APIs permitem a realização de integrações específicas, vinculando apenas as informações necessárias, enquanto as outras permanecem intocadas, a empresa consegue otimizar o desempenho do aplicativo.

Sabe como isso acontece? A restrição imposta para a manipulação de dados evita que o sistema fique sobrecarregado com informações desnecessárias, o que melhora significativamente a análise e o aproveitamento dos dados.

Oferece a opção de auditorias de acessos

Saber quem, quando, a razão e de qual localidade acessou os seus serviços é essencial para compreender o comportamento dos seus clientes e traçar estratégias de atendimento mais eficientes. Todos esses questionamentos podem ser respondidos a partir das auditorias realizadas pelas APIs, que apresentam uma visão detalhada do fluxo de dados circulado na plataforma.

Agora que você sabe o que é API, já pode aproveitar os seus benefícios na prática. A solução traz diversas oportunidades para o seu negócio, haja vista que simplifica o trabalho dos desenvolvedores de software, que não precisam mais começar um projeto do zero quando desejam ampliar as funcionalidades de um aplicativo. É só integrar a ferramenta para ampliar os seus serviços, tornando-os mais flexíveis e acessíveis para o público consumidor.

O uso de APIs é um assunto técnico que pode despertar a sua curiosidade. Ficou com alguma dúvida? Fique à vontade para esclarecê-la nos comentários!

Compartilhe !

Posts relacionados

Deixe um comentário